Gerenciando os Riscos em Projetos

Olá, hoje venho falar sobre riscos em projetos... como você gerencia seus riscos?

There are risks and costs to a program of action, but they are far less than the long-range risks and costs os comfortable inaction. (John F. kennedy)


Gerenciar riscos é muito mais do que listar possiveis eventos incertos com consequencias negativos ou positivos.

Todos sabemos que em um projeto sempre ocorrerão eventos que farão com que o projeto saia do seu rumo, isso que faz com que os GPs necessitem correr atrás de soluções para evitar, mitigar , transferir ou aceitar certos riscos e suas consequencias.

O que ocorre constantemente é que empresas sabem da existência dos riscos porém o tratam
como apenas uma lista em um documento, e que caso ocorra com perda no projeto causam solitações de mudança e retrabalhos, e que levam muitos projetos a sofrerem diversas modificações nas propostas, escopos, estouro de tempo, etc.

Os riscos devem ser verificados no planejamento do projeto (planejamento de riscos), é necessário fazer um levantamento dos possíveis riscos, verificar o nível de tolerância ao risco que a empresa está disposto a aceitar, verificar com todas partes envolvidas e fazer reuniões de levantamento dos erros e formar um plano de gerenciamento dos riscos.

O próximo passo deve ser identificar os riscos, documentar os riscos, buscar as propriedades dos riscos e responsáveis. Para a busca dessas informações podem ser feitos brainstorming, técnica delphi, analise SWOP (forças, fraquezas, oportunidades e analise de ameaças), Ishikawa, etc. O importante é ter uma lista dos erros, possíveis causas, identificar responsáveis e momentos de possíveis "gatilhos" destes riscos.

Com uma lista de possíveis riscos é necessário fazer uma analise de probabilidade e impacto dos riscos. Os riscos mais graves devem ser priorizados, os riscos de baixo impacto e probabilidade podem ser colocados em uma lista de acompanhamento, pois todos os riscos devem ser acompanhados durante todo o período do projeto, lembrando-se, projetos são sistemáticos!
Priorize seus riscos, utilize matrizes de probabilidade e impacto, os riscos mais graves podem ser quantificados.
Para quantificar busque opiniões especializadas, analises de valor monetário esperado, árvore de decisão, etc.

Os riscos identificados agora deve ser verificado qual a resposta a esses ricos, deve ser definido se o risco será prevenido, se vai ser mitigado, transferido ou explorado, no caso de oportunidades deve ser verificado se o risco vai ser compartilhado, melhorado, ou nos dois casos se o risco vai ser aceitado e verificado o ocorrido sem nenhuma intervenção.

O objetivo de todo esse planejamento é evitar consequencias negativas e buscar as positivas, lembrando que ao final do planejamento o custo dos riscos devem entrar na linha de base de custo e pode influenciar no cronograma do projeto, e é nesse ponto que a maioria das empresas peca, para manter valores mais baixos nos orçamentos dos seus projetos os riscos não são incorporados nos custos e tempo do projeto, o que faz com que o projeto entre para as estatísticas de insucesso.

Em todos os casos converse com o patrocinador do seu projeto, se você é um contratado ou contratante (processo de aquisições em projetos) busque tipos de projetos que compartilham o risco (em valor monetário) entre empregador e empregado.

Não esqueca, controle e monitore seus riscos, reavalie periodicamente a lista dos riscos e a probabilidade e impacto, solicite mudanças caso necessário, ou seja, gerencie realmente os riscos, evite que os riscos sejam apenas uma listagem criada em algum momento do projeto e lembrada apenas quando é tarde demais!

Não se arrisque!
Um abraço!
Marcus

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Riscos Inevitáveis

A falta de planejamento...

A Batata quente!